22 de maio de 2019
Conteúdos de empreendedorismo e finanças oferecidos por um software grátis de gestão de empresas.

Cuidar das finanças, sejam pessoais ou empresarias, nunca foi um processo fácil. Até porque, a maioria das pessoas ainda não sabem nem como realizar um controle financeiro básico: gastar menos do que ganha. Acabando sempre tendo que tomar medidas corretivas para tirar a sua empresa do vermelho.

Mas não se preocupe, pois separamos algumas dicas que vão te ajudar a sair do vermelho e quais medidas tomar para que isto nunca mais aconteça!

Descubra qual a real situação da sua empresa

O primeiro passo é descobrir qual a real situação da sua empresa, ou seja, qual o valor total da sua dívida.

Feito isso, você terá os dados necessários para montar uma estratégia para tirar a sua empresa do vermelho. Ou seja, poderá definir onde deseja chegar e quais as ações necessárias para tal.

Renegocie dívidas

Agora que você já sabe exatamente quais são as suas dívidas, chegou a hora de negociar. Separe suas dívidas e dê prioridade às quais possuem maior taxa de juros, ou seja, quais são as que irão gerar ainda mais prejuízo para a sua empresa à longo prazo.

Entre em contato com seus fornecedores e negocie um prazo maior para pagamento destas dívidas ou solicite um desconto do valor total, por exemplo.

Além disto, analise em conjunto com o seu setor financeiro, se este não seria o melhor momento para solicitar um empréstimo com juros menores para pagar estas dívidas. Em algumas situações esta simples jogada já resolve todos os problemas.

Diminua os gastos para tirar a sua empresa do vermelho

Analise com calma todos os gastos que sua empresa possui mensalmente e as classifique em duas categorias: os gastos fixos e os gastos variáveis. Em seguida, verifique quais destes gastos são realmente essenciais para a manutenção e funcionamento do seu negócio.

Tudo o que não for essencial deve ser reduzido ou cortado. Pois, a sua prioridade é quitar suas dívidas. Sendo assim, economize em tudo o que for possível.

Não misture seus gastos pessoais com os empresariais

Parece ser uma regra simples de ser seguida porém, é comum que no momento do aperto o empresário decida retirar valores da reserva da empresa para pagar suas dívidas pessoais.

Entretanto, ações como esta acabam prejudicando as possibilidades de lucratividade e quitação das dívidas empresariais.

Além disto, se o empreendedor está com dificuldades para controlar suas finanças pessoais, ele deverá tomar medidas para reverter esta situação. Seja cortando custos ou solicitando empréstimos. Ou seja, aplicar medidas similares as que compartilhamos neste artigo sem interferir nas finanças da sua empresa.

Utilize a tecnologia ao seu favor

Está complicado analisar todos os dados da sua empresa? Utilizar sistemas de gestão como o SIGE Lite permite que você tenha documentadas partes importantes do seu negócio. Sem contar o trabalho braçal de completar um papel ou uma tabela do Excel gera.

Mas não se preocupe, utilizar este tipo de software não precisa ser ainda mais uma despesa para a sua empresa. Pois, o SIGE Lite é um sistema de gestão empresarial ilimitado e 100% gratuito. Assim você consegue manter os dados da sua empresa organizados e ainda registrar vendas e emitir documentos fiscais de forma gratuita.

Ainda não conhece o SIGE Lite? O SIGE Lite é um ERP Grátis que além do PDV, possui integração com o Mercado Livre, emite de notas e cupons fiscais de forma ilimitada e gratuita, é multiplataforma, funciona online e offline e vai ajudar você a faturar cada vez mais na sua empresa. Aproveite e baixe agora. É GRATUITO! 🤑

>> Baixar o SIGE Lite AGORA! <<

 

Show Full Content
Anterior Vitrine de Loja: 7 dicas para criar uma vitrine atrativa em sua loja
Próximo Mercado Livre: Como criar anúncios criativos
Voltar
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

Sige Lite: sistema gratuito de gestão para pequenos negócios

18 de maio de 2018
Fechar