25 de março de 2019
Conteúdos de empreendedorismo e finanças oferecidos por um software grátis de gestão de empresas.

Existem várias maneiras para aumentar os lucros da empresa. Uma das formas mais inteligentes para isso é através do controle de estoque.

Mantendo um gerenciamento de estoque eficaz, a empresa terá informações mais precisas sobre a demanda do mercado. Eventuais desvios e o lucro líquido obtido no final de cada mês também serão facilmente visualizados.

Mas, para conseguir essas informações, é necessário saber a quantidade correta que a empresa precisa possuir dos seus produtos para se manter ativa no mercado.

Além de possibilitar a rastreabilidade desse tipo de informação, o controle de estoque pode ajudar no gerenciamento da empresa como um todo. Veja como:

Como diminuir o desperdício de materiais?

Ao realizar o gerenciamento de seus produtos e materiais você estará economizando tempo, energia e dinheiro.

E você sabe por quê? Porque você e seus funcionários saberão exatamente onde encontrar cada tipo de produto e ainda quanto e quando deverão realizar uma reposição.

Geralmente o estoque pode ser divido em dois tipos de modalidades diferentes:

Matérias-primas:

Está relacionado à empresas do segmento industrial, ou seja, que produzem mercadorias para vender ou repassar para terceiros realizarem a efetiva comercialização ao consumidor final.

Neste tipo de estoque, é necessário ter a disposição todos os materiais necessários para produzir o produto final. Portanto, é de extrema importância que nunca falte estes materiais, caso contrário a sua produção irá diminuir de ritmo ou simplesmente parar, causando prejuízos.

Sem um controle eficaz dos insumos a sua empresa com certeza terá “furos” no estoque. Os materiais representam cerca de 60% dos custos de um negócio! Por isso, para conquistar uma boa saúde financeira, é necessário controlar todas as entradas e o uso de materiais.

Produtos finais:

Esse tipo de estoque está relacionado ao ramo comercial. São empresas que vendem ou revendem produtos acabados e prontos para uso.

É necessário realizar um bom controle da quantidade de produtos que entram em sua empresa e quanto efetivamente sai. Desta forma, você garante que estes produtos não fiquem parados em seu inventário ou faltando.

É comum empresas deste ramo realizarem queimas de estoque como medidas corretivas. Lembre-se, mercadoria parada é dinheiro perdido! E não tem coisa pior que o cliente querendo comprar e você não poder vender por estar em falta.

Fazer um controle de estoque é muito mais que otimizar espaço!

Ter um bom controle de estoque não é uma opção, mas sim uma obrigação.

Ele permite muito mais que a organização do seu espaço físico, ajuda a ter uma gestão eficiente e focada em produtos de alto giro. Otimiza também as tarefas de toda a estrutura da empresa e melhora a comunicação entre os setores.

E sem falar na redução de perdas e aumento da produtividade como um todo. Mas, vamos exemplificar para entendermos mais a fundo o porquê que um controle de estoque não é apenas otimização de espaço?

O controle físico de estoque trata de como as operações da sua empresa estão organizadas na prática. Com ele você sabe como seus produtos estão alocados e como é o trânsito de mercadorias e equipamentos.

Já a parte contábil, controla como o seu estoque será contabilizado em seu fechamento de caixa. Quanto você pagou por determinado produto? Por quanto você efetivamente o vendeu? Vamos ao exemplo:

Você comprou 5 canetas por R$0,50, possuindo um total de R$2,50 em estoque.

Então você vendeu todo o seu estoque, ou seja, as 5 canetas.

Portanto, decidiu que estava na hora de realizar uma reposição em seu estoque e comprou mais 10 canetas por R$1,00, totalizando então R$10,00 em seu estoque.

E, finalmente, vendeu mais 5 canetas.

Então, devemos considerar que você vendeu 5 canetas de R$0,50 e 5 canetas de R$1,00 ou que você vendeu 10 canetas de R$1,00?

Contabilmente falando, o correto seria considerar exatamente quanto cada caneta vendida custou para a sua empresa. Assim, você calcula de forma correta o lucro líquido que a sua empresa possui.

Pequenas atitudes que podem melhorar o seu resultado

Para possuir um bom controle de estoque é necessário saber quanto você possui disponível em seu inventário para assim, organizar, identificar e alocar corretamente todos os itens estocados. Desta forma, você poderá evitar a perda de dinheiro com estoque parado.

Lembre-se também que após um determinado período é possível que você possua itens defasados e até obsoletos, esta é uma ótima oportunidade para criar promoções de liquidação e queima de estoque ou até descartá-lo (se estiver precisando de espaço).

O SIGE Lite é o seu maior aliado no controle e gerenciamento de estoque!

Através do gerenciamento de estoque do SIGE Lite é possível realizar o ajuste ou reposição do seu estoque de forma ágil e sem complicações.

Além disto, é possível realizar a exportação do seu relatório de vendas com informações de preço final, se a venda sofreu algum tipo de desconto e se houve a necessidade de frete ou não.

Ainda não conhece o SIGE Lite? O SIGE Lite é um ERP Grátis que além do PDV, possui integração com o Mercado Livre, emite de notas e cupons fiscais de forma ilimitada e gratuita, é multiplataforma, funciona online e offline e vai ajudar você a faturar cada vez mais na sua empresa. Aproveite e baixe agora. É GRATUITO! 🤑

>> Baixar o SIGE Lite AGORA! <<

 

Show Full Content
Anterior Marketing de Conteúdo: o que é e como pode te ajudar a vender mais
Próximo Controle Financeiro: Dicas para controlar receitas e despesas
Voltar
Fechar

Próximo conteúdo

Fechar

CRO: O que é otimização de taxa de conversão e por que é importante?

30 de agosto de 2018
Fechar